terça-feira, 16 de novembro de 2010

Aonde foste?
Procuro-te em meus pensamentos
Mas não te encontro

Penso mais
Acho que estou te vendo
Caminhando na direção oposta

O Céu está negro
As estrelas estão ausentes

Respiro profundamente
Solto um grito estridente
Escutaste-me?

Abra teus olhos!
Cadê o brilho?
Por que tens asas? 
Leva-me no teu voo! 

(Isloanne Araujo)

2 comentários:

  1. Adorei a poesia, ultimamente tenho me sentido assim também, mais infelismente não podemos calcular quando uma pessoa não quer mais ficar ...
    Doi as vezes, mais faz parte da natureza do ser humano fazer escolhas sem pensar nas pessoas que estão ao seu redor ...

    ResponderExcluir